LANÇAMENTO DE LIVROS SOBRE ARQUITETURA E URBANISMO SERÁ NO DIA 21/09, ÀS 18H30MIN, NA FAV/UFG

Professores e pesquisadores de arquitetura e urbanismo lançam livros sobre o assunto no dia 21 de setembro, às 18h30min, no auditório da Faculdade de Artes Visuais da UFG (Campus Samambaia). O evento integra a programação do Seminário Nacional Pensando o Projeto, Pensando a Cidade, que acontece entre os dias 21 e 23 de setembro, na UFG. O objetivo do Seminário é discutir a cidade como habitat por excelência do homem contemporâneo e como reflexo das diferentes maneiras de pensar e habitar o espaço urbano. Mais informações sobre o evento estão disponíveis no site www.projetoecidade.com.br.

Os livros abordam Goiânia, Goiás e outras regiões que se conectam com esses contextos. Ao todo, serão lançadas quatro obras: “Interlocuções na Arquitetura Moderna no Brasil. O caso de Goiânia e outras modernidades”, “O relógio que não viu o tempo passar”, “O aeroporto que virou bairro” e “Projeto e Cidade: Mobilidade e Acessibilidade em Goiânia”.

 

CONHEÇA AS OBRAS E OS AUTORES

Livro: Interlocuções na Arquitetura Moderna no Brasil. O caso de Goiânia e outras modernidades. Editora UFG

Organizadores: Eline Caixeta e Bráulio Romeiro

Com 317 páginas, a obra aborda o panorama de diversidades e contrastes encontrado na arquitetura moderna produzida nas regiões Centro-Oeste, Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, a partir de quatro momentos representativos que contribuem para a criação de novas paisagens culturais nestas regiões. Ao entrelaçar estes momentos, pretende-se identificar as conexões ou os ‘canais’ de uma possível rede de interlocuções, formada a partir dos deslocamentos, dos trajetos e dos traçados que a arquitetura moderna deixou registrados no interior do país. Como caminho alternativo para a conservação preventiva, o livro coloca em pauta algumas questões paralelas como o debate em torno da natureza e do sentido do moderno na cidade contemporânea; do papel da pesquisa e do projeto na preservação do patrimônio arquitetônico e cultural, bem como dos critérios de preservação e conservação da arquitetura moderna.

 

Livro: O relógio que não viu o tempo passar. Editora UFG

Autoras: Adriana Mara Vaz de Oliveira e Elane Ribeiro Peixoto.

Ilustrador: João Francisco Teixeira Teófilo

Composta pelo caderno do professor, com 52 páginas, e pela história em quadrinhos, com 36 páginas, nesta obra todas as formas de construção histórica são válidas, importantes e complementares. Porém, as autoras optaram por construir uma história de Goiânia que é distinta das histórias já publicadas. Fruto de pesquisas sérias sobre nossa cidade, grande parte dessas histórias é oriunda de trabalhos acadêmicos, mestrados ou doutorados, em geral dedicados à explicação da transferência da capital de Goiás, suas origens urbanísticas e a evolução da cidade no tempo. Decidiram, então, construir uma história da cidade a partir de seus bairros. Dessa maneira, o livro oferece uma visão completa da história de Goiânia se tornando um importante material didático a ser adotado por professores em escolas de ensino fundamental e médio. Destaca-se uma preocupação importante, que diz respeito à conservação do patrimônio cultural herdado de nossos antepassados e pelo qual somos responsáveis. O interesse, nesse caso, é particularmente com a conservação do patrimônio material, representado pelos edifícios e pelo plano urbanístico do centro histórico de Goiânia.

 

Livro: O aeroporto que virou bairro. Editora UFG

Autora: Adriana Mara Vaz de Oliveira e Elane Ribeiro Peixoto

Ilustrador: Luiz Felipe Champloni

Esta obra é composta por dois volumes: o caderno do professor (44 páginas) e a história em quadrinhos (24 páginas). São importantes materiais didáticos para estudantes de ensino fundamental e médio. Os livros apresentam o Setor Aeroporto desde a sua criação, que como indica o próprio nome do bairro, localizava-se o primeiro aeroporto da nossa cidade. O espaço vazio do campo de pouso, ocupado apenas esporadicamente pelos que chegavam ou saíam dele, transformou-se em um lugar de vida permanente de muitos e perpetua-se na história da capital de Goiás e na memória dos pioneiros. Além de apresentar a parte física do setor, como o planejamento de praça e comércio, há também o depoimento dos moradores e comerciantes em suas atividades cotidianas, suas histórias e memórias.

 

Livro: Projeto e Cidade: Mobilidade e Acessibilidade em Goiânia. Editora UFG

Organizadora: Erika Cristine Kneib

O livro consiste em material tão plural e diversificado quanto a própria abordagem da mobilidade urbana e da acessibilidade. Busca-se, a partir de cinco grandes temas, trazer para Goiânia e áreas relacionadas com a capital, desde resultados de pesquisas que investigam como a cidade se estrutura e como tal estrutura impacta a mobilidade urbana, passando por transformações em determinadas regiões da cidade ou provocadas por empreendimentos específicos. Com 432 páginas, a obra apresenta discussões sobre a necessidade de se perceber a cidade, enquanto um caminhante e ‘olhador’ da cidade, ou mesmo a necessidade de se refletir sobre o conceito de urbanidade e de se compartilhar o conhecimento produzido sobre mobilidade urbana. A importância do transporte coletivo para a mobilidade urbana é notória, mas como aconteceram suas alterações em um passado recente em Goiânia? Quais são as perspectivas futuras? Existem mecanismos de financiamento possíveis? E, por fim, investiga-se a importância da mobilidade e acessibilidade no âmbito intermunicipal, que extrapola os limites da região metropolitana de Goiânia.

 

Serviço:

Lançamento de Livros sobre Arquitetura e Urbanismo

– “Interlocuções na Arquitetura Moderna no Brasil. O caso de Goiânia e outras modernidades”;

– “O relógio que não viu o tempo passar”;

– “O aeroporto que virou bairro”;

– “Projeto e Cidade: Mobilidade e Acessibilidade em Goiânia”.

Data: 21/09/2016

Horário: 18h30min

Local: Auditório Faculdade de Artes Visuais UFG (Campus Samambaia)

Mais informações:

Assessoria de Comunicação – Maria Cristina Furtado – (62) 98467-2337